CONTROLADOR ELETRÔNICO DE PH E CO2

08:53 By ACQUATICOS , In

Antigamente um sistema de automação um pouco mais avançado para controlar automaticamente o CO2 introduzido em nosso aquário incluía um timer e uma válvula solenóide utilizado somente para desligar a adição de CO2 durante a noite, sendo assim não havia um controle no valor do pH.
Houve muito avançados para os sistemas de adição de CO2 devido a esta evolução os controladores de CO2 passou de uma simples válvula solenóide para modernos controladores de CO2 eletrônicos que controla automaticamente a quantidade de CO2 introduzido no aquário desta forma regula e estabiliza o valor do pH na água do aquário.
ALGUNS MODELOS DE CONTROLADORES ELETRÔNICOS DE PH E CO2







Estes equipamentos são mais avançados, alguns dispõem de gráficos com valores de variações do pH que são obtidas durante o dia, alguns, pois termômetros todos estes benefício são obtidos, pois estes equipamentos utilizam sistema de sensoriamento digitais para monitorar a adição de CO2 de uma maneira mais rápida e precisa que qualquer outro produto disponível no mercado.
MODELOS DE CONTROLADORES ELETRÔNICOS DE PH E CO2 COM GRÁFICOS E TERMÔMETROS


Este sistema de controle de CO2 é utilizado em aquários plantados como também em marinhos de corais para obtermos o controle eletrônico da adição de CO2 e a estabilidade do pH.
Para obtermos este controle é preciso colocar uma sonda no aquário realiza uma leitura no pH da água e controla o fluxo do CO2 adicionando ou cortando através da uma válvula solenóide eletrônica que deve ser incorporada ao sistema para realizar um processo muito simples. Pois como sabemos a água se fica mais ácida quando o CO2 é dissolvido e esta acidez chega a um nível definido no controlador de pH, o controlador desligar o solenóide parando a adição do CO2, quando o CO2 é absorvido pelas plantas para realiza a fotossíntese ou liberado na a atmosfera, o pH começa a subir novamente, quando o pH sobe acima do nível estabelecido no controlador de pH, o medidor de pH abre a válvula solenóide e CO2 é fornecido novamente para o aquário, desta forma, o CO2 é controlado automaticamente e ligado e desligado de acordo com a necessidade de consumo do aquário assim se mantém o pH estável.
No entanto, sensor que realiza a leitura do pH deve estar do lado oposto de onde o CO2 esta sendo injetado e este sensor também deve ser limpo e calibrado regularmente para evitar obter resultados errados na concentração de CO2, pois com o acumulo de sujeira e o sensor descalibrado obterá níveis longe dos estabelecidos e desejados.
SENSORES DOS CONTROLADORES DE PH E CO2 QUE DEVEM FICAR DENTRO DO AQUÁRIO



FORMA CORRETA DE LIGAR O CONTROLADOR ELETRÔNICO DE PH E CO2 NO AQUÁRIO

FORMA ERRADA DE LIGAR O CONTROLADOR ELETRÔNICO DE PH E CO2 NO AQUÁRIO

Para obtermos uma leitura rápida e precisa a forma de como o CO2 esta sendo dissolvido e misturado na água do aquário é muito importante, pois o CO2 que é dissolvido por meio de difusores que produzem uma nevoa com micro bolhas de CO2 haverá a necessidade de uma maior adição de CO2 para haver uma mudança no pH, já para os sistemas que são compostos com reatores de CO2 a mistura de água e CO2 e muito mais homogenia assim desta forma e preciso uma menor adição de CO2 para obtermos uma pequena mudança no pH.
Para maioria dos aquaristas não tão envolvidos com os controles eletrônicos alegam que o sistema automático é um desperdício de dinheiro, e são capazes de afirmar que apenas uma válvula solenóide em execução é o suficiente para obter um sistema de automação prático de CO2, pois alegam possuir um sistema manual é de confiança, e dizem que apenas liberando uma bolha gotas de CO2 por segundo em seu sistema de difusão de CO2, o tempo todo são capazes de manter o pH razoavelmente constante com muito pouco incomodo e ainda com mudanças dentro do limites permitido para os peixes e as plantas. Mas existem aqueles que gostam de um sistema de automação de adição de CO2 e controle de pH com exatidão, confiabilidade alegando haver mais segurança e controle.
É de vital importância à estabilidade do pH em todos os tipos de aquários, já em aquários plantados ou de corais uma pequena oscilação pode causar uma catástrofe. Por isso aconselho este tipo de equipamento para estes dois tipos de aquário apesar de ainda ser muito restrito a utilização deste equipamento devido ao seu alto valor, mas nos últimos anos houve uma redução nos preços dos controladores de pH pelo fato de haver muitos fabricantes o que vem tornando os mais acessíveis para nós aquarista.

CLEBER LUIZ DA SILVA

4 comentários:

Gilson Leite Barros disse...

Bom Dia.. o controlador eletrônico de co2, e salva algum arquivo a quantidade de c02 injetado.? desde agradeço a atenção

Cybelle Menolli Longhini disse...

Bom dia! Poderia me informar fornecedores desse tipo de sistema no Brasil?

Bárbara Ribeiro disse...

Ola!

Gostaria de saber se tem informações de qualidade do controlador de pH (pH-301)

Obrigada

MRM Automation disse...

Tratei esse assunto no meu trabalho de TCC...
Foi projetado uma central com o intuito de controlar a temperatura, concentração de CO2 diluído na água, Ph, fotoperíodo, oxigenação da água...
Quem quiser conferir é só acessar: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/3552/1/CT_COALT_2014_2_03.pdf

Dúvidas: mrm.automacao@gmail.com

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTARIO