ESTERILIZADOR ULTRAVIOLETA UV

06:11 By ACQUATICOS , In

Trata-se de um recipiente cilíndrico em forma de tubo, cujo núcleo possui uma lâmpada UV com uma quantidade de watts dimensionada ao tamanho do aquário ou lago. Por dentro deste tubo circula a água que é enviada por uma bomba, devendo sempre passar por uma pré-filtragem ou um sistema de filtragem, a fim de não enviar detritos sólidos que comprometam a eficiência da radiação UV.
PRINCIPAIS CARACTERISTICAS DO ESTERILIZADOR UV

Dentro deste tubo de material plástico não transparente, encontramos um outro tubo feito de quartzo que protege a lâmpada UV do contato direto com a água. O esterilizador UV, mais conhecido como "filtro UV", produz o raio UV-C, mas na verdade não se trata de um filtro, uma vez que não filtra nada, pois a radiação UV-C não filtra. Esta radiação natural é parte do espectro não visível dos raios do sol em torno de 220 nm (comprimento de onda), com comprimento de onda ideal de radiação o UV penetra no corpo dos microorganismos, altera seu código genético em células vivas como DNA e RNA impossibilitando sua reprodução.
RADIAÇÃO UV-C AGINDO NO DNA E RNA DOS MICROORGANISMOS



Para inativação do material genético dos microorganismos em geral, o raio ideal de UV situa-se entre 250 - 270 nm, esta radiação ultravioleta de alta densidade que é gerada por descarga elétrica através de lâmpadas de vapor de mercúrio, sendo que o mercúrio da lâmpada produz principalmente 254 nm, a água circula pelo sistema de esterilização que, em contato com a luz que destrói e inativa os microorganismos, bactérias, vírus, esporos, cistos e algas de diversos tipos, sendo o único método garantido e seguro para a completa eliminação da “Água Verde” aquelas que deixam o aquário ou lago com a água verde quando são esporos, ou seja, quando estão em fase de reprodução, com dosagens de 20-30 mW.s/cm2 são suficientes para controle de vírus; 30-40 mW.s/cm2 para controle de bactérias, coliformes fecais, e 40-60 mW.s/cm2 para controle de protozoários e algas, como se trata de processo físico é seguro e natural o tratamento pois não utiliza e nem adiciona produtos químicos ao meio, não se precisa transportar, armazenar, manusear produtos tóxicos ou corrosivos, deste modo não há resíduos que possam prejudicar o meio ambiente aquático, não altera o pH ou qualquer propriedade físico-química da água, sendo de fácil operação barato e com pouca manutenção para o usuário desde que faça corretamente a manutenção necessária, pode ser usado para controle de doenças e algas indesejáveis sem problema algum para os peixes e plantas, os organismos não criam resistência.
Para ser efetivo, a esterilização UV deve expor os as criaturas patológicas em uma intensidade de luz alta o suficiente por um período longo o suficiente de tempo o que seria de 35,000 a 100,000 micro watts por segundo por centímetro quadrado como a norma, que resolvendo dá de 38 a 95 litros por hora por watt ou menos para unidades que não estão operando em eficiência máxima. Existem dois tipos de tratamento que podem ser feitos com a utilização dos esterilizadores UV. O primeiro é para a eliminação de algas em suspensão e o segundo para a esterilização da água, ou seja, eliminando até 99% das bactérias e protozoários em suspensão na água do lago ou aquário incluindo as algas em suspensão. O UV não vai matar diretamente o parasita que está preso no peixe, mas o parasita passa por um estágio de suspensão e é nesse momento que são eliminados, pois tem efeito bacteriostático e não bactericida, pois a filtragem por UV não extermina todas as bactérias, se não também não haveria vida no aquário, ela apenas controla o crescimento em excesso, eliminando as que ficam em suspensão na água que consequentemente irão através da bomba passar pela lâmpada. Isso muitas vezes não é 100% para todos os parasitas deste tipo, portanto, um Esterilizador UV não deve ser mantido como a única prevenção para estes parasitas. Este tipo de filtro é pouco eficaz contra as cyanobactérias, em virtude das mesmas possuírem um tipo diferenciado de material genético que é pouco sensível à radiação UV. Informações sobre estas algas podem ser encontradas neste blog, no artigo CYANOBACTÉRIA: BACTÉRIA QUE PARECE ALGA.
UV é uma abreviatura de luz ultravioleta, que é um espectro de luz logo abaixo da faixa do visível ao olho humano. Isso quer dizer que a luz UV é inferior à do espectro azul da luz visível. Portanto, a luz UV não pode ser visto pelo olho humano, e por isso é muitas vezes chamada de energia UV.
ONDE SE SITUA O ESPECTRO DA LUZ UV NA FAIXA DE LUZ VISÍLVEL

A luz UV é dividida em quatro grupos, conforme medido por comprimento de onda:
(1) Vacuum UV com comprimentos de onda de 100-200 nanômetros,
(2), UV-C de 200 a 280 nanômetros,
(3), UV-B a 280-315 nanômetros,
(4), UV-A de 315 a 400 nanômetros.
DIVISÃO DA UV EM COMPRIMENTO DE ONDAS


ESPECTRO DA LUZ UV

O espectro UV-C (200-280 nanômetros) é o comprimento de onda mais letal para os microorganismos, pois rompe os laços de entre os átomos de substâncias químicas em microorganismos. Esta gama de comprimentos de onda, com 264 nanômetros de comprimento de onda é o pico germicida, é conhecido como o espectro germicida.
Quando você compreender a luz UV e como ele destrói os microorganismos, você pode selecionar corretamente a fonte de luz UV e design adequado. É nesta gama (UV-C) que se situa o poder germicida dos raios UV. A luz UV mais efetiva é a luz de alta energia UV(C) mais ou menos no comprimento de onda de 250 Angstroms. Existem dois tipos principais de luz UV, as lâmpadas de baixa pressão e lâmpadas de médio a alta pressão. As lâmpadas de baixa pressão produzem praticamente toda a sua produção UV no comprimento de onda de 254 nanômetros, o que é muito próximo ao comprimento de onda germicida de 264 nanômetros, estas lâmpadas geralmente converter até 40% de sua entrada em watts utilizável UV-C, muito maior do que outras classes de lâmpadas. Por exemplo, uma lâmpada de 150 watts de baixa pressão irá produzir cerca de 58 watts de potência UV-C. Sendo que as lâmpadas de baixa pressão geralmente são executados em correntes de baixa potência de 200 a 1500 mA e operam em temperaturas entre 100 e 200 graus Fahrenheit. Eles têm uma vida útil de 8.000 a 12.000 horas, dependendo das correntes de funcionamento da lâmpada. As lâmpadas de baixa pressão são as melhores lâmpadas UV para esterilizadores aquáticos. As lâmpadas de média a alta pressão, produzem uma vasta gama de comprimentos de onda, de 100 nanômetros para maior que 700 nanômetros, bem dentro do espectro de luz visível. Estas lâmpadas são muito pobres em produção de comprimentos de onda germicida utilizáveis, pois eles geralmente converter um máximo de 7% de sua entrada em watts utilizável UV-C. Por exemplo, uma lâmpada de 175 watts de média pressão terá cerca de 12 watts de potência UV-C, os restantes 163 watts são convertidos em forma de calor e luz visível. As lâmpadas de média a alta pressão geralmente são executadas em correntes de alta potência de 2.000 a 10.000 miliamperes e operam em temperaturas entre 932 e 1.112 graus centígrados, tendo uma vida útil de apenas 1.000 a 2.000 horas, dependendo do funcionamento atual da lâmpada do comprimento da lâmpada a ser utilizado.
As lâmpadas de baixa pressão UV vêm em muitos estilos e comprimentos diferentes, como regra geral, quanto mais luz, maior a quantidade de UV a água vai receber, porque será exposto à fonte de UV por um longo período de tempo.
LÂMPADAS UV DE MÉDIA E ALTA PRESSÃO

Existem três tipos de lâmpadas mais usadas nesses equipamentos às conhecidas lâmpadas fluorescentes comuns T10 e T8, foram às primeiras utilizadas no mercado, mas logo foram substituídas pelas lâmpadas fluorescentes compactas de melhor tecnologia, pois as PL’s ou lâmpadas compactas são usadas até hoje em grande parte dos equipamentos por sua elevada eficiência, mais ainda não era o que havia de melhor para essa finalidade no mercado aquarístico, as mais modernas que as PL’s as lâmpadas com tecnologia T5 já existiam a mais ou menos 10 anos nos EUA e Europa, mas só agora começaram a ser popularizadas e comercializadas no Brasil em grande escala. Aliando tecnologia e design as T5 são lâmpadas mais fina e comprida vem sendo a solução perfeita para o uso em sistemas ultravioleta. Mas todas têm o processo gradual de enfraquecimento da luz devido à idade da lâmpada que tipicamente tem uma vida útil de seis meses.
LÂMPADA UV T10 E T8


LÂMPADAS UV PL



LÃMPADAS UV T5



Para aquários ou lagos que estão infestados por algas verdes ou por algum tipo de doença, o esterilizador UV deverá ficar ligado 24h por dia até que a situação se normalize. Após esse período inicial de tratamento, o tempo de utilização poderá diminuir para um intervalo entre 4 a 12 horas diárias. Se você utilizar um timer para acender e apagar a iluminação do seu aquário ou lago, poderá ligar o reator do esterilizador UV nesse mesmo timer. A bomba também poderá ser ligada no timer, desde que não seja a bomba utilizada no sistema principal de filtragem.
Em lagos, a utilização do UV é quase que obrigatória, por estar a sujeito a varas situações climáticas as algas verdes tomam conta de uma forma muito fácil e rápida de todo lago deixando-o totalmente verde muito semelhante a uma “sopa de ervilhas” a ponto de não se conseguir enxergar os peixes. Isso é muito comum de acontecer e a melhor solução para esse problema é sem dúvida a utilização de um esterilizador UV.
ESPORO DE ALGA VERDE AUMENTADA EM MICROSCÓPIO

LAGO COM AGUÁ VERDE

AQUÁRIOS COM AGUÁ VERDE


Ao usar um em um aquário ou lago uma unidade UV deve ser colocada por último na linha de filtração, por não realizar filtragem mecânica, mas apenas eliminar os organismos vivos que por ele transitam, como bactérias, fungos, algas, por esse motivo eles precisam contar com um pré-filtro ou um filtro de modo que a água passe e remova o máximo possível de partículas sólidas da coluna de água, devendo ser colocado no retorno do filtro quando a água retorna para o aquário ou lago, deste modo que permita o máximo de acumulação de bactérias nitrificantes em um filtro biológico, de modo que partículas em suspensão não venham a bloquear ou interferir a eficiência da luz germicida, sem acúmulo de limo em suas paredes, desta forma você está ajudando a sua unidade UV para atingir a eficiência operacional máxima, é importante uma limpeza periódica, a cada 4 meses, seria o recomendado.
FORMA CORRETA DE LIGAR O ESTERILIZADOR UV NO SISTEMA DE FILTRAGEM DE UM AQUÁRIO OU LAGO




Um aquário saudável depende de bactérias benéficas crescendo em materiais filtrantes dentro do seu filtro. A Luz ultravioleta (UV) deve ser usada quando o filtro biológico estiver estabelecido, pois a radiação destrói o DNA de células vivas evitando sua reprodução. Muitos aquaristas que possuem aquários marinhos só usar um esterilizador UV durante o dia. Há muitos animais flutuantes benéficos na água que saem à noite que pode ser morto por um esterilizador UV. Você pode colocar sua UV sobre o timer mesmo que o seu sistema de iluminação.
De forma geral a Amônia, os Nitratos e Nitritos não afetam a radiação; a dureza da água pode levar à precipitação de sais sobre a lâmpada; o Ferro e ácidos húmicos absorvem a radiação havendo necessidade de controle, o pH afeta a solubilidade dos metais e carbonatos e os sólidos em suspensão podendo proteger os organismos da radiação, reduzindo a eficiência do tratamento.
Sabendo desses aspectos é possível aumentar e muito a durabilidade e eficácia do produto só têm que lembrar também que os raios UV, devem ser usados para acabar com as algas e bactérias, ajudando a manter a água do aquário cristalina e não acabar com a sujeira do nosso aquário, pois sempre deve ser utilizado em conjunto com uma filtragem mecânica.
Ao considerar o uso de múltiplas lâmpadas UV, existem duas maneiras apropriadas. Em primeiro lugar, pode-se usar uma câmara única de exposição da água com múltiplas lâmpadas uniformemente espaçadas para proporcionar um campo UV consistente. Este projeto é muito eficaz desde que as lâmpadas UV são devidamente espaçadas.
Em segundo lugar, pode-se usar uma câmara dupla de exposição da água que efetivamente reduz a taxa de fluxo total através de cada câmara de exposição. O fluxo é reduzido para 50% do fluxo total através de cada câmara.
Um erro comum é continuar a adicionar UV's em série para receber maiores taxas de esterilização, mas este não é o caso. Ao adicionar UV em uma série, você está passando o mesmo volume de água através de lâmpada de mesma intensidade repetidamente, sendo que a exposição aos raios UV não é cumulativa. Caso resolva implementar unidade múltiplas de UV deve-se optar por sistemas que operar com lâmpadas em paralelo, pois se estou operando duas lâmpadas de 40 watts em paralelo eu efetivamente teria um UV de 80 watts, mas se estiver operando duas lâmpadas de 40 watts em série, então eu efetivamente tenho duas lâmpadas de 40 watts cada uma com a mesma intensidade que não é cumulativa não é criados todos os UV's iguais.
ESTERILIZADORES UV PROFICIONAIS QUE UTILIZAM VARIAS LÂMPADAS EM SÉRIE



Muitas pessoas compram ultravioletas que deixam a lâmpada em contato direto com a água principalmente os de projeto DRY denominado lâmpada molhada, alegado que a luz não penetra a água muito bem, então para ser efetivo, alegam que a lâmpada do esterilizador de UV precisa ficar em contato com a da água, não acham um sistema ideal, pois a diversa desvantagem se a lâmpada fica em contado direto com a água uma das mais graves seria a quebra da lâmpada que pode causar um choque elétrico, prefiro sistemas que possuem um tubo de quartzo o mais apropriado para esta função, pois este tubo de quartzo possui algumas finalidades específicas no sistema UV, tais como, fazer com que a lâmpada trabalhe em uma temperatura de cerca de 40ºC que é a ideal, pois do contrário o efeito germicida da radiação UV é reduzido, evitar que no caso de uma possível interrupção do fluxo de água a lâmpada não trabalhe a seco esquentando em demasiadamente e acabe estourando assim que o fluxo retorne por choque de temperaturas, limita a distância que a radiação UV deve estar dos organismos a serem eliminados entre 0,5 a 2,5 cm. Não existe outro material, além do quartzo, que consiga realizar esta função sem interferir na quantidade ideal de radiação UV-C necessária em torno de 250 Angstrons, bem como manter a temperatura da água em torno de 40 ºC, digo quartzo não vidro, pois devido às propriedades do vidro ser um material impermeável a raios UV não o atravessa não conseguindo exercer sua função, por isso o quartzo e o material mais indicado para tal finalidade.
TUBO DE QUARTZO UTILIZADO EM ESTERILIZADORES UV



Os raios UV atravessam esse material com grande facilidade por isso é muito importante atestarmos que o ultravioleta que iremos comprar tem um tubo feito de quartzo, de nada adiantará, economizar na compra de um tubo e tê-la simplesmente para proteger ou manter a temperatura da lâmpada se os raios UV não conseguirem atingirem o seu alvo, ou seja, os esporos de algas, e agentes patogênicos que queremos eliminar da água, muita gente acha que o único papel dessa peça é a proteção da lâmpada, para não sujar, quebrar, mas a verdade não é essa, este tubo é muito importante no sistema, pois permite que a lâmpada esquente trabalhe na temperatura ideal e atinja o seu máximo de intensidade, pois quando ligamos certos tipos de lâmpadas elas demoram um tempinho para atingir a temperatura ideal que irá produzir a máxima intensidade de luz, isso também acontece com a lâmpada UV. Quando ela está em contato direto com a água, a mesma não permite que a temperatura da lâmpada aumente diminuindo sua capacidade de esterilização dependendo da lâmpada em até 50%. O esterilizador UV tem pouco efeito sobre a temperatura do aquário. Por exemplo, uma de 9 watt Esterilizador UV conectado a um tanque de 400 litros pode aquecer melhor em seu tanque o mesmo que um aquecedor de 9 watts, como um aquecedor de 25 watts é necessário para cada 10 graus de temperatura ambiente por 10 galões que você precisa de aquecedores para aumentar sua temperatura do aquário, assim com esta equação a 9 watt lâmpada UV-C (novo na melhor das hipóteses, só podia aumento de 10 galões de água de 3,6 graus F, agora divide isso por 10. uma vez que um aquário de 100 litros é dez vezes em seguida, galões e você tem um aumento de temperatura de 0,36 graus centígrados, em outras palavras insignificantes.
Certifique-se que a unidade que você está comprando usa um tubo de quartzo, o tubo de quartzo, necessário para isolar a luz UV da água para evitar um curto-circuito de energia elétrica a lâmpada e para permitir que a lâmpada funcionar à sua temperatura ideal, agindo como um isolante.
Há alguns cuidados que precisamos ter quando manuseamos um esterilizador UV, sempre desligue o aparelho quando estiver trabalhando nele para evitar possível choque em caso de quebra, nuca olhe para lâmpada acesa este é um cuidado especial que deve ser tomado para evitar contato com os olhos com esta luz direta ou indiretamente, pois os raios UV podem ser prejudiciais aos olhos humanos nunca olhe no bulbo, por esse motivo a lâmpada precisa ser mantida dentro de um compartimento opaco ou desligada, pois podem comprometer seriamente a visão, pois a mesma propriedade desta luz que mata germes pode danificar seus olhos, isto é especialmente muito sério porque a danificação ocorre dentro dos olhos antes de você sentir qualquer dor, muitas pessoas já tiveram danificado seus olhos deste modo. A sistemas de esterilizadores UV que possuem partes transparentes opacas como visores para verificar se a lâmpada esta em funcionamento, estes são os mais recomendáveis.
VISORES PARA VERIFICAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DA LÂMPADA UV




LÂMPADA UV ACESA


Quando o aquário ou lago for tratado com algum medicamento, desligue o esterilizador UV, pois a radiação UV pode anular o efeito do tratamento. Após o término do período de tratamento, o esterilizador pode ser religado normalmente.
Os critérios básicos para um bom esterilizador UV gira em torno de uma seleção cuidadosa como o seu design tipo de lâmpada, a posição da lâmpada, a espessura do aparelho, ou seja, a distância entre a água e a lâmpada também é um fator importante, pois a capacidade de penetração dos raios UV é baixa, só sendo efetiva muito próxima à fonte de luz, este elemento é completamente ignorado por alguns fabricantes, mas é fundamental para a operação bem sucedida, como o comprimento do invólucro, a espessura e o vortex (movimento em espiral em torno de um centro). Em alguns UV’s profissionais vendidos no mercado esse princípio é usado como aliado para aumentar a eficácia do produto (vortex). Se a água passar pela lâmpada em círculos ela estará mais vezes em contato com os raios UV’s. Para dar uma “mãozinha” a esse fenômeno natural incline o aparelho levemente permitindo que a água entre e forme o vortex.
COMO ATUA O VOLTEX NO ESTERELIZADORES UV


Mas atualmente a fabricantes de esterilizadores UV desenvolverão modelos que força um movimento em espiral em torno da lâmpada, desta forma não a como a água deixar de passar pela lâmpada em forma de vortex.
ESTERILIZADORES QUE POSSUEM ESPIRAL EM SEU INTERIOR


Em relação ao tamanho quanto maior for maior será o tamanho da lâmpada, sendo muito bom, principalmente se ela for uma lâmpada T5, pois neste caso existe um maior tempo de exposição da água a ser tratada pelos raios ultravioletas. Esses fatores, juntamente com a taxa de fluxo da água, deve ser a base de ser decisão na compra de uma unidade para o seu lago ou aquário.
Tente encontrar um fabricante que inclui a taxa de fluxo de água no final da unidade de classificação de vida útil da lâmpada, pois é recomendável é ler as recomendações do fabricante para a sua unidade, a diversos fabricantes de produtos para aquarismo que produzem estes sistemas de esterilizadores UV, uns já vêm acoplados no sistema de filtragem como os filtros canister, filtro HANG ON os populares externo, nos pressurizados para lago, ou sistemas separados independentes que necessita acoplar um sistema de filtragem.
FILTRO CANISTER COM UV


FILTRO EXTERNO (HANG ON) COM UV

FILTRO PRESSURIZADO PARA LAGO COM UV


FILTRO INTERNO COM UV


FILTRO UV INDEPENDENTE


A chave para o sucesso é o fluxo correto de água pelo sistema, sendo também determinado pela potência e a idade da lâmpada UV, a limpeza do tubo de quartzo, na remoção das partículas antes de passar pelo sistema UV e a temperatura da água. É importante ter um fluxo que vai virar do lago ou aquário pelo menos uma vez ou 1 ½ vezes por hora para a prevenção da doença (Esterilização regular ou até 4 vezes para a fase 2 de esterilização) ou a cada 2-3 horas para as algas verdes controle.
Muitos artigos que li afirmar que um UV que não é benéfico a um aquário estabilizado como um aquário saudável depende tipicamente de bactérias benéficas que se acumula na mídia do filtro para neutralizar a amônia. Infelizmente o problema com esta afirmação é que bactérias benéficas pertencem ao filtro, e não na água aberta. Aqui está o que um esterilizador UV instalado corretamente, bem projetado pode fazer que seja matar a maioria das bactérias e vírus suspensa na água, a água verde claro, em aquários ou lagos, ajuda no controle de parasitas na coluna de água e no combate à doença. Em minha opinião tem diversas finalidades, no aquarismo seu uso auxilia muito a vida dos aquaristas.
O que não podemos é depender do uso exclusivo da lâmpada para resolvermos todos os problemas, é preciso ter um sistema de filtragem compatível com a necessidade do aquário ou lago, levando em conta a biomassa, ou seja, a quantidade de animais vivos no sistema e o volume do mesmo. Principalmente em um lago, onde a quantidade de água é muito grande e os peixes como as carpas que se trata de animais de grande porte excretam mais aumentando o crescimento das algas e bactérias.

CLEBER LUIZ DA SILVA

31 comentários:

Regis Olivetti disse...

Muito bom artigo.
Impressionante a utilidade dao UV
Bastante interessante.

Nilton disse...

Suas informações são preciosas continue compartilhando sua paixão. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

edu3211 disse...

OLA AMIGO EU TENHO UMA DUVIDA OS FILTROS UV NO MERCADOS SAO MUITO CAROS E EU ESTOU FAZENDO UM A MINHA DUVIDA E LAMPADA PODE TER CONTATO COM A AGUA OU NAO E A IDEIA QUE TIVE E POR UMA MAGUEIRA TRASPARENTE NA LAMPADA OU NAO E UMA BOA IDEA EU SOU NOVO NO RAMO DE FILTRO UV SUAS IMFORMAÇOES SAO MUITO BOAS PARABENS !!!!!!!!!!!

Raphael disse...

Muito bom o artigo, estou desenvolvendo um trabalho na universidade e estou pensando em desenvolver um aquário automatizado. Entre as funcionalidades estou montando um filtro UV automático, cuja lâmpada acende quando a água se torna muito esverdeada.
Suas informações me ajudaram bastante. Parabéns!

Anônimo disse...

artigo interessante, mas o português de quem escreveu é triste...

Anônimo disse...

Bom pessoal até concordo com estas explicações referente aos filtros tubo de quartzo contato com a aguá,diminuição de potencia e tudo.
Mas por que alguns fabricantes vendem os filtros sem as luvas de quartzo, e falam que o produto tem ótimo desempenho na esterilização, são feitos sem as luvas e de PVC como os caseiros que estão dando ótimos resultados em aquários, e lagos, pelo menos é o que estou vendo nas pesquisas que estou vendo na internet .Então quem mente, o fabricantes dos filtros que vende sem a luvas ou os revendedores que dizem que sem as luvas não poderia ficar. Eu estou pesquisando tudo isso porque vou fazer um laguinho no jardim de casa, estava já tenho a lampada UV 15w e até pensei em proteger com outra lampada comum. Olha o que eu estava lendo num site.
Uma lâmpada germicida é um tipo especial de lâmpada que produz luz ultra-violeta ao invés de luz branca. Seu diferencial está no fato de NÃO possuir o revestimento fosfórico já que nas lâmpadas fluorescentes comuns o Fósforo absorve os raios ultra-violeta e emite luz branca.
Então porque o vidro de outra lampada não deixaria os raios passarem. Até vou fazer este teste.
Um Abraço

Anônimo disse...

como saber se a lampada é germicida
marcos

Anônimo disse...

esas pessoas pensam que a camisa quartez que proteje a lampeda è para aumentar us uv enganan-se u quartez è so para a proteçao da agua nan entrar en contacto con a agua boa escola para todos e bon ano

Anônimo disse...

Parabéns muito elucidativo seu blog .

Anônimo disse...

Vai se fuder

Romario Ramos Da Silva disse...

tenho um u aqui e verdade a vida ultil da lampada e reduzido muito do que um com tubo de cuarzo que a água não entra em contato com lampada uv. dura em media uns 6 mes ligado 24 horas

Romario Ramos Da Silva disse...

pra aquele que tem duvida o filtro uv nao pode ser ligado sem agua porque a hum choquer termico quando e ligado sem fluxo de agua entre a lampada uv
para cada lampada ideal ta aqui a tabela de lampada e e fluxoi de agua
lampada uv de 5w fluxo 120lh aquario de 40 litro
lampada uv de 8w fluxo 170lh aquario de 100litro
lampada uv de 15w fluxo de 240 a 500lh 1500mil litro
lampada uv de 30w fluxo de 740lh lago de 3000mil litro
lampada uv de 60w fluxo de 1400lh para lago de 6000mil litro
porque fluxo nao pode passa disso de acordo com a lampada sua eficiencia isso e muito importante ...qualque duvida aqui ta meu email romarioboby@gmail.com

Anônimo disse...

queria saber se teem tubos de quartzo obrigado

Cesar Nogueira disse...

gostaria de saber se posso usar filtro uv para esterelisar água de coco, e se ele tem ação de inativação emzimática (elimina enzimas).

Anônimo disse...

Como montar um filtro com lâmpadas UV em paralelo?
Onde compro o tubo de quartzo para proteger a lâmpada UV?

ana Neves disse...

Dentre tantos artigos pesquisados o seu foi o mais didático e esclarecedor. Parabéns e obrigada!!!

constante disse...

Aonde encontro os Tubos de Quartzo para vender?

Anônimo disse...

Qual é o tipo de plasticoque permite a passagem da radiação UVC e protege o aparelho no caso que a lâmpada quebre?

Otavio Stramare- de Italia disse...

Sinceramente e respeitosamente (tirando os idiotas de plantão que não tiveram o trabalho, certamente difícil desta "home", Parabenizo e agradeço o Sr. Cleber em mérito, por ter fornecido de forma gratuita a melhor informação em países de língua portuguesa sobre o assunto sendo o Brasil um país de muitos inequívocos a procedimentos e produtos contrariamente a clara e vasta informação correta no Leste Europeu. Conhecimento compartilhado melhora o Planeta em todos os sentidos!

viagens de best friends disse...

Adorei as dicas. Obrigado. Vc é ótimo.

Anônimo disse...

Um filtro comum (igual ao que se usa em filtro de barro),acoplado a uma caixa dágua, filtra mais ou menos a água do que uma lâmpada ultravioleta ou germicida?

Anônimo disse...

Muito bom , ótimas informações e com dados técnicos suficientes ,boas ilustrações e fotos que realmente realçaram os vários tipos de UV systems e facilitaram meu entendimento sobre os assunto. Parabéns

Unknown disse...

Ótimo artigo, já li muitos artigos que falam de uv-c mas minha dúvida continua, não há um consenso entre os fabricantes hora um uv de 9w comporta um aquário de 280 com vazão de até 1000 l/h para ação germicida e hora não comporto tendo que ter vazão bem reduzida. minha dúvida é meu aquário 280 L com canister JBL 1400 L/H qual o filtro UV compatíve?? Grato!!

Anônimo disse...

artigo muito bom tirei minhas duvidas parabens!!

Unknown disse...

bom dia,
qual o reator para lampada uvc PL S g23 36w
que deve ser usado.

Aquários Roney disse...

Pode tocar na lâmpada ultravioleta diretamente com as mãos? Porquê ?

Anônimo disse...

oi

Unknown disse...

Muito bem explicado,agora não tenho dúvidas.

Unknown disse...

Adorei a matéria, parabéns.

Junior Paim disse...

Porque não devemos tocar na lâmpada UV mesmo antes de instalar?
E se tocar?

Junior Paim disse...

Porque não devemos tocar na lâmpada UV mesmo antes de instalar?
E se tocar?

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTARIO