FOLHAS MÁGICAS

13:16 By ACQUATICOS , In

A Terminalia catappa L. Combretaceae é uma árvore de grandes dimensões que pode atingir 35 m de altura, sendo típica de regiões tropicais. O nome Terminalia catappa, o nome é estranho e certamente a planta não é desconhecida sua, conhecida no Brasil por vários nomes comuns, de acordo com a região ela pode ser chamada popularmente de Amendoeira da Praia, Chapéu de Sol, Sete Copas, Amêndoa, Amêndoa de Java, Amêndoa de Malabar, Amêndoa de Cingapura, Amêndoa de Mar, Amêndoa Selvagem, Amendoeira Brava, Amendoeira Tropical, Amendoeira da Índia, Amendoeira do Pará, Anoz, Árvore de Anoz, Castanholas, Figueira da Índia, Guarda-Chuva, Guarda-Sol, Noz da Praia, Pé de Cuca, Terminália, Tropical Almond, Almendro, Badamier, Myrobalan, Kwang de Huu, Kobateishi.
Classificação científica:
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Myrtales
Família: Combretaceae
Gênero: Terminalia
Espécie: T. catappa
Nome binomial: Terminalia catappa L.
Sinônimos botânicos: Catappa domestica Rumph., Terminalia badamia sensu Tul., Terminalia rubrigemnis Tul.
ARVORES DE Terminalia catappa L. Combretaceae


FLORES DA Terminalia catappa L. Combretaceae


FRUTOS VERDES DE Terminalia catappa L.

FRUTOS MADUROS DE Terminalia catappa L.

Por ter a copa bastante larga, e fornecer bastante sombra é cultivada como árvore ornamental exótica, muito comum no Brasil, embora não seja uma planta nativa, foi introduzida no Brasil pelos portugueses, trazida da Índia no período de colonização do nosso país, adaptou-se perfeitamente aos diversos climas do nosso país e hoje se ninguém falar nada, muita gente vai continuar pensando que se trata de uma arvore nativa, ocorre a partir da região Sudeste, pois necessita de calor para se desenvolver. A semente é muito dura, envolve a amêndoa alongada. Desenvolvem-se perfeitamente nos terrenos salgados, arenosos e resiste ao efeito dos ventos, sendo uma das plantas mais recomendas para as praias. A sua madeira é vermelha, sólida e resistente à água, tendo sido utilizada para fazer canoas na antiga Polinésia.
A árvore é conhecida por produzir um veneno em suas folhas para se defender contra parasitas e insetos, por isso esta planta hoje em dia, alvo de diversas pesquisas farmacêuticas, devido um dos componentes metabólitos presente em suas folhas já identificado e reconhecido como bactericida e fungicida entre outras possíveis aplicações, inclusive contra o câncer, sendo usada na medicina popular da Ásia a séculos.
Os principais agentes das folhas são taninos, flavonóides e fitosteróis. Os taninos são usados na medicina principalmente em casos que envolvem hemorragia, pois possuem um bom efeito cicatrizante.
Os flavonóides são reconhecidamente efetivos contra doenças cardíacas e musculares, e possuem bom efeito bacteriostático e impedem o crescimento de bactérias.
Os fitosteróis compõem um grupo de substâncias orgânicas chamadas ésteres encontrados em vegetais, existem diversos estudos que indicam a eficiência dessas substâncias na diminuição do colesterol, e também possuem efeito fungicida.
É uma planta muito indicada e usada como tônico e coadjuvante no tratamento profilático, ao invés de tacar medicamento no aquário, usar periodicamente estas folhas pode ajudar a manter os peixes ornamentais e o aquário saudável. Porém não pensem nisso como a solução para os problemas, manter uma filtragem digna e limpeza periódica TPA, sifonagem e outros processos da manutenção ainda são fundamentais.
Devido seu alto poder antifúngico, alto poder antibactericida, alto poder anti-parasiticida, espera-se que os peixes reajam exibindo todo seu vigor, com uma melhor saúde dos peixes tenha baixa suscetibilidade a infecções e tenham suas cores intensificadas, estes são os efeitos gerais associados ao uso das folhas. Na reprodução é usada como estimulante a reprodução e esperada diminuição e até ausência de ovos fungados (ovos brancos) bem como um aumento no número de alevinos sobreviventes aos primeiros dias.
Dizem que a descoberta dessa folha para o uso em aquários foi acidental, conta à lenda que alguns criadores procuravam Bettas nos campos de arroz e foram descansar em baixo de um Chapéu-de-Sol logo perceberam que os Bettas aonde havia folhas dessa arvore na água eram mais coloridos eles coletaram esses Bettas e os punham para brigar e viam que eles eram mais fortes e melhores, então começaram a usar folhas dessa arvore para condicionar a água. Isso foi um segredo guardado por muito tempo pelos orientais e só agora foi revelado pelo menos no último século e com o advento da internet essa informação finalmente ganhou o mundo, embora pessoas mais informadas já tenham ciência do uso destas folhas no oriente. Dizem os Tailandeses que as folhas possuem propriedades mágicas, pois quem conhece um pouquinho como é feita a criação de peixes na Ásia sabe que qualquer um se assustaria com a quantidade de peixes que são mantidos em tanques e viveiros, uma quantidade muito superior a qualquer média comumente conhecida e estabelecida entre nós não ocorrendo um grande número de mortes e de problemas relacionados ao excesso de população em uma criação tão intensiva, pois os asiáticos sempre assombraram os ocidentais com o volume de produção. Um dos segredos é a qualidade da água e é exatamente aí que a folha da Terminalia catappa entra, pois a estudos que indicam que estão presentes em suas folhas elementos com propriedades bactericidas, fungicidas e parasiticidas, propriedades que estimulam a reprodução dos peixes, intensificam suas cores e os acalmam.
As folhas possuem melhor efeito quando usadas secas, pois nesse estado são excelentes também para a acidificação de água, tendo efeito tão eficiente quanto à turfa, sendo também amplamente utilizada por muitos aquaristas criadores de Bettas, Discos, caso você pretende manter um aquário de discos, parecido com o ambiente natural, amarelar a água usando esse método pode baixar o pH, simulando condições de águas escuras (Black Water) principalmente funcional para os demais peixes de água ácida, no entanto é fácil encontrar referência de uso em outras espécies como Rasboras, por exemplo, na criação de peixes de corte de Tilápias, por exemplo, a Terminalia catappa é uma alternativa reconhecida ao uso de antibióticos.
FOLHAS SECAS de Terminalia catappa L PONTRAS PARA SEREM USADAS EM AQUÁRIO


Quando as folhas secas são colocadas na água, uma tintura marrom é liberada. A tintura está cheia de ácidos orgânicos, como húmicos e taninos que abaixam o pH da água, absorvem substâncias químicas prejudiciais e ajudam a acalmar e criar um ambiente tranquilo para o peixe. Uma folha trata cerca de 60 litros de água, sendo especialmente interessante para a reprodução, pois ajuda no combate a fungos que podem afetar ovos, em especial em sistemas que dispensam filtragem como killifishes e bettas.
Para usar as folhas recomendam-se as colhes ainda verde e seca-las a sombra, isso evita que juntamente das folhas secas coletadas no chão sejam introduzidos no aquário agentes contaminantes que aproveitam a morte da folha para se instalar, obviamente o poder de defesa da folha é muito maior quando ela ainda se encontra viçosa e saudável em seu galho.
FOLHAS VERDES DE Terminalia catappa L INDICADAS PARA SEREM SECAS


Prefiro colher as folhas que se encontra maduras , as que estejam em um tom de com aroxeadas.
FOLHAS MADURAS DE Terminalia catappa L


ÁRVORE DE Terminalia catappa L COM FOLHAS MADURAS


Após a coleta as folhas devem ser lavadas e dispostas para secagem, após a secagem basta dispo-las em local de grande circulação de água, neste caso devem ser usadas dentro do compartimento de filtragem, ou um local de grande circulação de água na proporção de 1 folha para cada 15 galões, o que em litros dá 1 folha de 10g para cada 56L mais ou menos, e a deixe lá por pelo menos 5 dias ou até 10 dias para obter melhores resultados.
A água irá gradualmente tornar-se cor de chá nos dias subsequentes, primeirouma cor suave intensificando com o decorrer da aplicação. Se você tem um recipiente com menos de 56L pode-se aplicar as folhas em separado e ir diluindo a solução no recipiente que se quer tratar, mas pode-se ainda diminuir a proporção das folhas em relação ao conteúdo do recipiente. As folhas devem ser removidas após 10 dias de uso visto que todas as suas propriedades benéficas como o ácido tânico já foram liberadas no tanque. Para pequenos recipientes, como betteiras de criação, pode-se usar um recorte da folha de uns 3.5 a 7cm2 adicionado diretamente ao recipiente deixando-o lá por pelo menos 3 dias ou cinco para melhores resultados. O tratamento da água com as folhas da Terminalia catappa diminuem a necessidade de trocas desses recipientes de várias em uma semana para uma por semana, mesmo assim não deve-se deixar de fazer trocas.
Os efeitos colaterais do uso da Terminalia incluem somente coloração da água sendo o mesmo de como quando se usa turfa ou xaxim ou qualquer material vegetal seco a água fica amarela e ácida, nesse caso para criações que necessitam de pH alcalino, como ciclídeos e em marinhos como em outros não é recomendado sua utilização.
No exterior o nome mais comum é Indian almond leaves mas não é difícil ver a planta sendo chamada de folhas milagrosas ou folhas mágicas. E possui um forte comercio internacional sendo muito apreciadas por criadores de Killifishes e Discos europeus principalmente da Alemanha e atualmente encontra um comercio em expansão entre os hobistas americanos que as tem adquirido pela internet.
Vale lembrar que a folha, como mencionado acima, tingirá a água de uma coloração amarelada cor de chá, então se você não aprecia a coloração esteja avisado.

CLEBER LUIZ DA SILVA

7 comentários:

Anônimo disse...

Salve hermano, gostaria de fazer o pedido e a autorização para que eu possa postar tua materia no forun Aquahobby. Eu gostei muito das materias e quanto mais difundirmos melhor, rsrs! Bom, fica a teu criterio!
Abraço, paz e sorria sempre!

Rafael Santos disse...

Excelente texto Cleber!

Anônimo disse...

Parabéns pela matéria. Como utilizar a folha do vegetal na criação de pássaros de reprodução em cativeiro.

Anônimo disse...

Onde consigo sementes desta árvore ?
Sou professor da Fundação de Ensino Superior de Passos e estamos com um projeto chamado Corredor Verde e temos um viveiro para crescimento de mudas até o plantio nas ruas de nossa cidade. Não cobramos a muda, queremos arborizar a cidade.
Meu Nome ´Fabio Kallas - fabio.kallas@fespmg.edu.br

cirmare ribeiro disse...

Nossa tive perto delas o tempo todo sem conhecer suas propriedades vou começar a tomar

Anônimo disse...

NOBREAK APC BACK-UPS 1500VA BI/115V BRAZIL
R$ 677,78

Alarmes sonoros: Oferece notificações sobre mudanças das condições de energia dos no-breaks e da energia de linha
Auto-teste automático: O auto-teste periódico da bateria assegura uma detecção antecipada de que a bateria precisa ser substituída
Bivolt Input: pode ser conectado em redes elétricas de 115V ou 220V
Regulagem Automática de Voltagem: Elimina flutuações de tensão como fonte de degradação de sinais audiovisuais e desgaste dos componentes devido às fontes de energia.
Detector falha na instalação elétrica: Este indicador LED informa os usuários sobre possíveis problemas de cabeamento na instalação elétrica que podem ser perigosos.
Partida a frio: Permite ligar o no-break para fornecer energia temporária de emergência mesmo quando não há energia elétrica.
Autonomia expansível: Podem ser adicionadas baterias suplementares para fornecerem energia para a carga por um extenso período de tempo no caso de uma falha da rede elétrica.
Gerenciamento inteligente de bateria: Maximiza o rendimento da bateria, a vida útil e a confiabilidade com um carregamento inteligente de precisão.
LED Indicators: Permite fácil entendimento do status do equipamento e da rede elétrica.
Proteção contra sobrecarga: protege o estabilizador, desligando- o automaticamente em casos de sobrecarga
Minidisjuntor rearmável: protege contra curtos circuitos de forma fácil. Evita troca de fusíveis.
Conectividade USB: Realiza o gerenciamento do No-Break via porta USB.

Part Number: BZ1500PBI-BR

Para maiores informações sobre este produto, acesse:
http://www.comprenobreak.com.br/nobreak-apc-back-ups-1500va-bi-115v-brazil-bz1500pbi-br.html

ANTONIO MARQUES FERRAZ DA MAIA disse...

muito bom estas folhas baixou o ph do meu criatório de tilapias

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTARIO