ILUMINAÇÃO A LED

13:26 By ACQUATICOS , In

O diodo emissor de luz, também conhecido pela sigla em inglês LED (Light Emitting Diode) tem como sua funcionalidade básica é a emissão de luz em locais e instrumentos onde se torna mais conveniente a sua utilização no lugar de uma lâmpada. Especialmente utilizado em produtos de microeletrônica como sinalizador de avisos, também pode ser encontrado em tamanho maior, como em alguns modelos de semáforos.
MODELO DE LED USADO EM DIVERSOS SEGUIMENTOS

LED COLORIDOS

Imagine trocar todas as lâmpadas de seu aquário por pequenos LEDs, iguais àqueles que brilham nos computadores e aparelhos eletrônicos, e ter seu ambiente iluminado por uma lâmpada que gasta um mínimo de energia e dura quase indefinidamente.
Por ter uma vida útil bem maior que as lâmpadas normais, baixíssimo consumo de energia e excelente desempenho, o LED é uma opção ecológica em termos de iluminação, não tenho dúvidas que este será o sistema de iluminação do futuro, ou melhor, é praticamente o sistema do presente, pois já está sendo muito utilizados em diversos tipos de aquários.
LED USADOS EM AQUÁRIOS


O ponto fraco dos LEDs de alto-desempenho hoje em dia é o preço, isto falando de LEDs de alta potência, diodos emissores de luz tão brilhante que você não pode olhar para eles normalmente 3 ou 5 watts, por ser uma tecnologia relativamente recente para os fins aqui citados o preço das luminárias LED costumam figurar na categoria luxo, o que simplesmente não justifica o valor alto frente às tecnologias atuais, porém essa barreira parece estar com os dias contados, quando cada vez mais empresas investem na produção de luminárias, barateando o custo de produção e aumentando a oferta no mercado, com a concorrência aberta, os preços acabam por cair, e quando o valor chegar a valores iguais a de HQI, aí não tenho dúvidas que a sua utilização vai ser maciça. Como ainda se trata de um sistema muito caro o LED esta sendo usado com complemento para alguns sistemas já existente.
LUMINARIA COMPOSTA COM LED E T5

O LED será provavelmente o único sistema de iluminação que nós teremos nas lojas em um futuro próximo como iluminação para nosso aquário, especialmente para planta e de corais.
Muitas das luminárias que estão sendo vendidos agora incluem luzes da lua que são LEDs. Então, nós estamos começando a vê-los com mais frequência, mas mesmo estes LED's são muito promissores estamos provavelmente ainda alguns anos de distância de usá-las como fonte primária de luz em aquários.
LUMINARIAS COMPOSTAS APENAS DE LED


São tantos os benefícios e tantas vantagens do LED como sistemas de iluminação que possui sobre os sistemas de iluminação tradicionais que pode ser usado em todos os tipos de montagens de aquário, de tropical e de corais.
Para serem usados em aquários plantados ou marinhos, os LEDs dependem muito dos cristais difusores e de um alto desempenho para espalhar a luz no aquário, juntamente com potência e lumens suficientes para manter as plantas ou corais. Hoje é possível iluminar aquário com LED. A temperatura de cor seria bom 6000K que é luz do dia com tamanhos de 0,3W, 0,5W, 1W, 2.5W, 3W, 5W. Mas pode variar o modelo do LEDs dependendo da situação ou necessidade do aquário.
Quando você instala uma unidade de luz LED acima seu aquário você percebe imediatamente a principal vantagem desta nova tecnologia. Ao contrário das lâmpadas fluorescentes, iluminação a LED oferece uma dirigida, e a passagem da luz através da água é comparável com o que seria visto na natureza sob luz solar direta. Em outras palavras, feixes de luz visível vão furar a água e refletem o movimento da superfície da água, produzindo um efeito mais natural e atraente no aquário em si. Até agora, este efeito só poderia ser replicado com muito poderosa fontes de luz como as das HQI.
Os benefícios e as propriedades que você pode desfrutar de um sistema de iluminação a LED não param por aí a economia e um ponto alto do sistema tanto de vida útil como no consumo de energia, pois os LEDs tem até 50 mil horas de vida da lâmpada (equivalente a 6x iluminação fluorescente padrão), sem deterioração significativa na qualidade espectral e menos de uma redução de 20% na produção de luz, baixa tensão e corrente fria garantindo o mínimo de transferência de calor para a água do aquário, sendo assim não a necessidade de ventiladores barulhentos, reduzindo a necessidade de outros sistemas de refrigeração, tem deduzida dispersão de luz em torno do aquário tendo assim toda a luz direcionado para o aquário, diferente dos refletores de iluminação comuns que dispersão a luz e ainda são grande, desajeitado e ineficiente. Quanto a sua durabilidade real nenhum LED foi testado em campo, pelo simples fato de serem uma nova tecnologia, os fabricantes afirmam valores testados em bancadas de testes de laboratórios em experiências padrão.
Como as luzes LED são emitidas a partir de um objeto sólido, um bloco de semicondutores, ao invés de um tubo de vácuo ou de gás, como é o caso da tradicional lâmpada incandescente e lâmpada fluorescente. Ao contrário destes sistemas de iluminação tradicionais, no entanto cria a luz visível, com geração de calor reduzida e pouca dissipação de energia levando a uma maior eficiência e menores custos de energia. Além disso, como se encontra em estado sólido e não possui filamento de quebrar, permiti uma maior resistência a choques, vibrações e desgaste, aumentando assim sua vida útil e muito mais longa que de luzes tradicionais, consideravelmente mais de 5x vezes mais, então pode ser consideradas mais duráveis, eles podem ser configurados de várias maneiras, devido ao seu pequeno tamanho.
PLACAS DE LED COM CONFIGURAÇÕES DIFERENTES


LEDs podem ser muito mais preciso, objetivo e exato no comprimento de onda em que as plantas e corais precisam, maximizando sua eficiência. Portanto, a tradicional e bastante imprecisa medida de watts por litro não pode ser realmente aplicada. Você pode obter os mesmos resultados com uma potência muito inferior de LEDs, poupar dinheiro em contas de energia elétrica.
É muito importante a escolha de um equipamento de qualidade, mas mais importante que a qualidade do LEDs é o equipamento eletrônico pois é ele que garante a durabilidade do seu LED. Infelizmente é ai que custa caro e ainda não temos uma solução econômica.
É a mesma comparação com os bons reatores de lâmpadas fluorescente.
Os LED de alta qualidade são montados apenas por máquinas o que impedem a troca simples pelo usuário em caso de queima ou manutenção. Teoricamente os bons equipamentos só podem ter seus LEDs trocados na fábrica.
LED`s de alta potencia produzem calor e precisam de um bom dissipador em alumínio, a diferença é que o calor é dissipado atrás da fonte de emissão de luz e não na própria fonte emissora de luz como lâmpadas convencionais.
É fato que em um futuro não muito distante esse tipo de iluminação será o padrão nos aquários ao redor do Planeta.


CLEBER LUIZ DA SILVA

5 comentários:

luis moita disse...

Artigos muito bons. Parabéns.

Podia indicar lojas ou marcas que comercializam estes produtos?

obrigado

Anônimo disse...

muito inteligente vc heim? parabéns!ta muito bonito seu blog...

Giba disse...

Cleber:

Parabéns , você sabe tudo de Led. Tenho uma dúvida, qual é o IRC de um superled 3x1w com 2700k ? E para 4.000k ? Seria o mesmo?

Abraço

Anônimo disse...

Dicas para Fitas LED durarem mais:

01 - As fitas Led funcionam em 12V. Use uma fonte com ajuste de voltagem e regule em 11V. Compre uma fonte capaz de fornecer o dobro da amperagem consumida pela fita, para que a fonte não esquente muito.

02 - Solde um diodo ZENER de 15V e 1 W nos conectores da fita, para proteger os Leds contra picos de tensão. Desta forma, qualquer pulso elétrico acima de 15 volts será drenado pelo zener, prolongando a vida útil dos Leds. O zener tem uma MARCA em uma das extremidades. Essa marca simboliza o cátodo. Solde o lado do cátodo no conector POSITIVO da fita, e solde o outro lado no conector NEGATIVO da fita. Aí basta ligar na fonte. O fio positivo da fonte no positivo da fita, e o fio negativo da fonte no negativo da fita (solde os fios da fonte nos próprios fios de estanho do zener) (um de cada lado do zener, óbvio) para evitar de colocar mais de uma gota de solda direto nos conectores da fita. Se precisar dividir a fita em várias partes, solde um zener em cada pedaço de fita Led.

03 - Evite ligar e desligar a fita Led MUITAS vezes ao dia. Os Leds vão enfraquecendo a cada acionamento, principalmente se não estiverem protegidos. Assim, cada vez eles necessitam de uma quantidade maior de volts para funcionarem.

04 - Um dissipador térmico é sempre benéfico.

Dhony Som - Estrutura para eventos na Bahia disse...

Muito bom, tenho experiencia com quase todos os tipos de led, super indico a tecnologia pra quem ainda não é tão familiarizado.

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTARIO